12 de jan de 2011

Pega o ladrão!

Alguém pegue o ladrão que roubou aquela pobre moça!

Ela estava distraidamente passeando na rua com seu cachorro de bolsa enquanto olhava as vitrines das lojas mais caras na rua. Havia, faz pouco tempo, desligado o celular após uma conversa agradável com sua amiga viajante pela Europa. Ainda estava com a mente na conversa quando o celular de última geração fora levado por um pivete qualquer. Coitada.

Alguém pegue o pivete que roubou aquela indefesa senhora!

Não queria saber. Só queria chegar na polícia e fazer o retrato falado do assaltante. Os faria procurar até no inferno para achar aquele meliante. Por mais um pagamento - por fora - faria até com que os policiais matassem o infeliz. Ninguém mandou mexer com a filha do mais novo governador daquele estado.

Alguém pegue aquele moleque! Ele roubou a moça!

Ele a conhecia muito bem. Fora ela mesmo quem prometera que seu pai - o candidato a governador - garantiria um emprego para aquele rapaz. Fora ela quem fizera ele acreditar nessa promessa e, por isso, comprar à longas prestações, a tão sonhada casa para sua futura família. Fora ela quem negara conhecê-lo assim que seu pai fora eleito. Fora ela quem provocara sua ruína, sujara seu nome, sua honra e suas atitudes. Agora ele, desempregado, desesperado e quase-pai de família, não tinha outra escolha senão tirar de quem o tirou tanto, o dinheiro para manter sua família enquanto não saíam da casa não-paga.

Alguém pegue esse safado!

Enquanto ele corria com lágrimas nos olhos por cometer tal ato - talvez pelo peso da culpa em seus ombros, ou pela dor de sujar sua honestidade - ela sorria pensando em como ele seria torturado e morto. Justiça e injustiça, retribuição e vingança.

Pega o ladrão!

23 comentários:

  1. Muito bem escrito...peguem os ladrões de todo o Brasil a fora!

    ResponderExcluir
  2. seu blog eh como um retrato em preto e branco de uma exposiçao de arte... lindo

    visita o meu

    www.quadrosnaparededamemoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Em alguns lugares no Brasil, é bom não gritar pega o ladrão, senão a correria será total.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Muito sensivel, nem tudo q parece é, nao se pode julgar alguem sem conhecer o interior da pessoa

    ResponderExcluir
  5. Você descreve com clareza as fultilidades de uma sociedade movida pela estética de valores sem essencia.

    Pode ir além, eu acho. Pois vá!

    Um abraço

    se puder passe no memórias.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, AMEI TTEU BLOG, se vc criou essa historia parabéns, pq infelizmente ela é a realidade dos nossos dias tao sofrido.
    O ladrao nao é coitado, fez algo contra a lei, mas e as promessas??? Por quanto tempo nossa populaòao gritara pelo clamor e atençao dos poderosos.
    Qtos terao que serem punidos por serem marginalizados pelos nossos olhares maldosos e desatenciosos!!!!

    ResponderExcluir
  7. Belo relato do exibicionismo classista x marginalização dos esquecidos

    ResponderExcluir
  8. Sabe o que eu gosto dos seus textos?
    Simplesmente porque ele retrata da triste realidade que vivemos hoje em dia. Duro é ver tanta gente honesta ( ou pelo menos era) serem surpreendidas com a injustiça de uma sociedade e por isso danificar aquilo que tem de mais valoroso a sua própria vida. E mais difícil ainda é saber que os verdadeiros culpados estão livres de toda essa condenação ( mas Deus é Justo!).
    Porém, por mais que não me conformar com essa realidade eu gosto muito dos seus textos.
    Ah! você disse que seria bom manter contato para falarmos em relação aos meus textos, então esse é meu msn : joyce_adj@hotmail.com
    Tentei conversar pelo twitter mas já percebi > lá não bem minha praia (kkk)
    beijos e parabens

    ResponderExcluir
  9. Nossa cara, que história triste...Mas curti, achei bem interessante essa dualidade...
    http://nadaaverpontocom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. GOSTEI DA FORMA COMO VC TRANSFORMOU A REALIDADE BRASILEIRA (de muitos lugares, principalmente) NUM CONTUNDENTE TEXTO!!!

    SEU CONTO MOSTRA ESSA DIVISÃO EXATA DOS FORAS DA LEI E DAQUELES QUE NÃO TÃO NEM AÍ PRA ISSO...

    ...A BANALIDADE DA MARGINALIZAÇÃO MUITO BEM RETRATADA, PARABÉNS, GOSTEI MUITO!

    ABS,
    .
    .
    www.vemauqinomeublog.blogspot.com (Diariamente, um post diferente!)
    .
    .

    ResponderExcluir
  11. Véio,
    Se gritar pega ladrão no Congresso, vai ser uma correira geral!
    Abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  12. Ilusão contra Realidade. O poder da palavra contra o sonho frustrado de um homem. É o mal se vingando do mal. Ou um bom revoltado se vingando do mal. Mas que seja pela família, e que ela pague o preço!
    Abraços
    Matt

    ResponderExcluir
  13. Texto inspirado, e que mostra o outro lado. Não, não sou a favor de crime seja ele de que espécie seja, nem tampouco acho que é justificável que alguém roube sob o pretexto de que precisa sustentar a família, de que o sistema é ingrato, etc e tal, esses discursos ufanistas, porque pra mim ladrão é ladrão e pronto. Mas seu texto provoca uma profunda reflexão.

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. os unicos ladrões presos são o que não tem grana...isso e a realidade...

    ResponderExcluir
  15. E se pudéssemos medir um roubo.. quem seria mais ladrão?
    Excelente texto!

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelo seu blog:
    Vim aqui convidá-lo para participar do NEOBUX, um ótimo programa afiliado que paga para os internautas visualizarem e clicarem nos anúncios, (os anúncios ficam disponíveis na conta do usuário), eu por exemplo em uma semana já recebi U$ 4,83 dólares. Qualquer pessoa independente de ter blog ou site pode se cadastrar. O cadastro é gratuito, inclusive se você achar que não vale a pena é só largar de lado e você não perde nada. Na minha opinião às vezes compensa muito mais do que alguns programas afiliados, em que nós ficamos torcendo para que alguém clique em nossos anúncios, e não acontece nada. Faz um teste. Caso se interesse o link tá abaixo. Abraços e sucesso: http://www.neobux.com/?rh=61627261616F6D616E6F656C3130

    ResponderExcluir
  17. Seu pega ladrão funcionaria mal em Brasilia, lá vc teria de grita....pega o honesto...!!!!!


    http://universovonserran.blogspot.com
    te espero no meu blog !

    ResponderExcluir
  18. imagine que ironia, talvez o maior ladrão da história narrada nem seja o pobre pivete, que institivamente luta pela sobrevivencia (de forma sem dúvida ingrata e condenável), mas o pai da garota o tal governador, aquele que não rouba o celular, mas a boa fé dos cidadãos brasileiros.

    Bem articulado seu texto. legal!

    abraço,
    www.todososouvidos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Nossa profundo suas palavras, gostei muito *-* Parabéns , & obg pela visita no (http://almostanlife.blogspot.com/)

    ResponderExcluir
  20. Gostei bastante!
    Acho que cada caso é um caso, mas realmente, ladrão que rouba ladrão...

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir