1 de fev de 2011

BBB no paredão

Quando o ano começa, a televisão brasileira gira em torno de um único programa: o Big Brother Brasil. E, assim como muitos canais, abertos ou não, começam a separar um generoso espaço para a atração, muitas pessoas assim o fazem. Não é de se estranhar ouvir sobre este ou aquele participante, sobre quem se envolveu com quem, quem está jogando ou qualquer outra temática em uma conversa em um consultório, mercado, salão ou qualquer outro lugar, físico ou virtual.

Mas como sempre existe uma corrente contrária, há também os que não gostam, não suportam (mas assistem tanto quanto os fanáticos) e alguns - mais evoluídos - que simplesmente não assistem ao tal programa. Não que seja de mau gosto falar mal, achar que é uma manipulação ou que o programa é uma perda de tempo. Apenas seria mais lógico se, as mesmas pessoas que falam mal parassem de assistir somente para criticar depreciativamente. Mas entendemos que falar mal dos outros é sempre melhor do que olhar pra nossas atitudes (e tem alguns até que nem conseguem fazer isso).

Uma das maiores críticas ao programa - e uma das mais ridículas também - é quanto à falta de cultura no programa. Nada que acrescente ou que gere uma reflexão mais crítica, ou que simplesmente seja útil para abrir a mente do brasileiro. Mas em nenhum momento tal atração se propôs a isso. Que eu saiba, é apenas um programa de entretenimento como outro qualquer, e como tal, não acrescenta muito às nossas vidas. Além disso, se você parar pra pensar, até alguns eventos ditos culturais não o são de fato. Ou vai dizer que ver a rainha de bateria da escola de samba rebolando seminua e cheia de glitter no corpo te faz refletir sobre os rumos que a nação tomará?

Acho um pouco de hipocrisia e de falta do que fazer também criticar o Big Brother Brasil. Todos nós sabemos que a atração não vai ser mais cultural pois simplesmente não é esse o objetivo. Ou você acha que o telespectador queria que, em uma prova de resistência, os confinados tivessem que recitar Os Lusíadas até o fim? A própria emissora tem seus programas educativos, informativos e culturais; qual o grande problema de ter um - ou quantos quiser - só de entretenimento? E não preciso nem comentar a hipocrisia que é alguém assistir como louco, pagar o pay-per-view e ainda reclamar que o programa é uma perda de tempo.

O poder de mudar o programa deixou de estar em nossas mãos; é uma atração de grande audiência apesar do formato quase imutável e é de interesse da emissora que ele continue assim. Agora, o poder de trocar de canal, ou de desligar a televisão e ir ler um livro, sempre esteve conosco e sempre estará, basta saber usar (e, de vez em quando, trocar as pilhas também) .

18 comentários:

  1. Seguindo seu Blog!

    Segue o meu:

    http://bloghugogreen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Salve a hipocrisia brasileira! Ponto de vista bem interessante, Sarcástico e direto. muito bom, mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Na maioria das vezes admiro seus posts... esse é um assunto que poucas vezes é tratado da maneira como vc tratou.

    O programa em si não usa o argumento de 'acrescentar cultura' então, todos sabendo disso sacam se querem ou não assistir.

    No meu ponto de vista, ele acrescenta outros tipso de coisas, como o conhecimento das pessoas/personagens quando são confinadas esperando ganhar o prêmio final, as reações das pessoas pra mim são interessantes, mas culturalmente não me dizem absolutamente nada.

    C. Brayt

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente, antes adorava, mas agora acho um dos programas mais ridiculos que existe...
    As pessoas ficam de férias, durante 3 meses, saem do programa como estrelas, e ainlho da tem gente que tem coragem de chamá-los de hérois...
    Heroi para mim, é o pai e a mãe de familia, que consegue sobreviver com apenas um salário minimo (as vezes menos), não os bbb's...

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  5. bem o BBB assim como muitos programas da televisão já nao é mais a mesma coisa que era no 1º. as coisas vão mudando e não é pra melhor, antes era escolhido pessoas menos favorecidas, hoje em dia já entram pessoas que estão ou que já estiveram na mídia, pessoas com dinheiro e nenhuma necessidade de se expor ao ridículo como fazem naquele lugar. e se o programa não alcança o esperado, manipulam como se nao fosse nada. coisa que nao conseguiam fazer no começo, pois todos que entravam estava lá pra criar, mesmo que idiotas, mesquinhos, imaturos, se mostravam realmente. agora nao passa de um teatro mal feito com pessoas ridículas e sem nenhuma capacidades.

    ResponderExcluir
  6. Achei muito legal seu blog..
    Você escreve muito bem.!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  7. UM DOS MAIS ALIENANTES PROGRAMAS DA TV É O BBB. NÃO ROLA NADA QUE SE APROVEITE, SÓ UM BANDO DE PLAYBOYS BRIGANDO, DISSIMULANDO, FALANDO UM MONTE DE BOBAGENS, ENFIM, UMA BOSTA.

    ResponderExcluir
  8. ainda num vi quase nada desse (e dos ultimos) BBB... mas sair criticando vai da pessoa q cada um é.

    ResponderExcluir
  9. Uma das futilidades da TV brasileira. Esse programa não acrescenta em nada para melhorar a tv. Serve para gerar receita para a globo.

    ResponderExcluir
  10. Salve a rede Globo ! Com seus programas manipuladores que não mostram nada da realidade brasileira! , novelas fictícias e pobres de contéudo e programação que somente serve para atrair massas e conquistar novos consumidores com produtos supérfluos e na maioria das vezes inúteis! Sou hipócrita? POderia estar assistindo sessão da tarde e depois "Malhação" ao invés de estar lendo e colocando meu ponto de vista sobre tudo isso!
    Boa postagem!
    http://www.medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Concordo plenamente. Eu sou uma das pessoas que não gostam e então o que eu faço? Simplesmente troco de canal ou faço outra coisa nessa hora. Mas tem muita gente que fala mal , mas assiste. "por falta de opção"...Me poupe, vai ouvir música, ler um livro...enfim, não faz sentido

    ResponderExcluir
  12. Realmente, com o passar dos anos o programa foi perdendo a sua criatividade e perdendo alguns expectadores ;/ eu fui uma deles.

    ResponderExcluir
  13. sei que o bbb nao oferece nada na cultura mas eu assisto pq gosto de ver as pessoas la dentro surtando. e obrigado pelo comentario, retirei aquela informação no site Wikipédia

    ResponderExcluir
  14. Não consigo assistir BBB : <
    Acho muita baixaria num programa só.

    ResponderExcluir
  15. Não vejo lado positivo naquilo, então não assisto...

    Parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  16. Meu caro,tenha sua próprias ideias,não um texto copy..qualquer mortal sabe que aquele''programa'' não passa do mais terrivel lixo,a Globo investe pesado na tv paga, e joga o vomito guela-baixo do povão.

    ME SIGA Q EU T SIGO..
    http://verdadesqueferem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Eu não curto muito, no entanto sempre assisto o inicio para vê se vou gostar. Esse como a maioria não gostei, na verdade só gostei de um. A unica coisa que não gosto nos realty show é que os participantes e os telespectadores dizem a mesma coisa: "Ele joga demais".Puxa aquilo é um jogo e jogo só funciona quando todos jogam!
    No mais, parabéns gosto muito dos seus textos

    ResponderExcluir