18 de jun de 2010

Ceifa de Outono

E ainda mais uma vez ele olhava para aquela fotografia - não pela primeira, nem pela última vez - enquanto um sorriso nostálgico se formava em seus lábios e uma lágrima formava-se em seus olhos até escorrer por um caminho já traçado por tantas outras no rosto daquele homem. Talvez olhar pela janela fosse melhor do que para aquela fotografia, um dia ensolarado, mas de temperatura amena: perfeito para sair e viver a vida, mas ele ainda não se sentia assim.

Eles tinham se conhecido em uma festa, mas foram se apaixonar somente dois encontros depois. Mas se amaram por um verão inteiro, até as primeiras folhas de outono caírem, junto com aquele amor. Indiferença, descaso, solidão. Um deles não sabia que o amor é um cultivo contínuo e, por mais que tentasse, sua própria natureza deixou este amor morrer.

E, ao outro, a dor foi grande, como se um ceifador rasgasse seu peito e, junto com sua pele, retalhasse também seu coração. Mas ele o reconstruiria, Demoraria um inverno inteiro para se dar conta disso, mas o cultivaria para florescer na próxima primavera, ou assim iria ele acreditar. Não deixando nunca de lembrar daquele verão no qual foi feliz, antes daquele amor morrer.

E ainda mais uma vez ele olhava para aquela fotografia - não pela primeira, nem pela última vez - enquanto um sorriso nostálgico se formava em seus lábios e uma lágrima formava-se em seus olhos até escorrer por um caminho já traçado por tantas outras no rosto daquele homem. Talvez olhar pela janela fosse melhor do que para aquela fotografia, um dia ensolarado, mas de temperatura amena. Perfeito para sair e viver a vida.

Recomeço

Bom, faz tempo que eu não uso um blog e desta vez espero voltar de vez.

Enfim, este é um novo espaço, algo experimental onde simplesmente colocarei  minhas opiniões, pontos de vista e até mesmo desabafos sobre o que quer que aconteça, não aconteça ou o que vier na mente.

Não deixarei de postar textos, coisas que eu amo fazer e que continuarão no http://bit.ly/otherside . Apenas me permito aqui comentar sobre eles e responder mais, coisa que não costumava fazer no outro blog.

Bom, acho que é isso, então.

Bem vindos e sintam-se à vontade,

Greg_Vancher